Turismo Madeira
Torneio do CAB
 
 
 
LIGA MASCULINA: CAB x Vitória SC - dia 15/04/2018 às 15h00    LIGA MASCULINA: CAB x SLBenfica 13/04/2018 às 20h15    Horários da Formação: Poderá consultar os horários dos treinos da formação aqui    LIGA FEMININA: CAB x U. Sportiva dia 14/04/2018 às 14h15    
 
 
NOTÍCIAS
 

08/12/2014
FERIADO DE SUCESSO!

Femininos felizes nos Lombos, Masculinos nos oitavos da Taça de Portugal

A equipa feminina do CAB defrontou o Lombos no segundo jogo de uma jornada dupla, que começou ontem, com uma vitória frente ao Algés. O jogo antevia-se de elevada competitividade, dado que estavam frente a frente as duas melhores equipas da Liga Feminina, que estão a realizar, até ao momento, campanhas muito semelhantes na fase regular da competição.

O jogo começou melhor para as continentais, que, com 4 minutos decorridos na partida, já venciam por 11-0, uma vantagem que espelhava mérito desportivo das comandadas por Zé Leite, mas também muita desconcentração da parte das Amigas, que estavam a ser 'atropeladas' pelo poder de ataque do Lombos e a cometer demasiados erros defensivos.

Após um desconto de tempo, pedido por João Pedro, o CAB esboçou uma reacção, e, fruto dos lançamentos exteriores de Marta Bravo e de Carla Freitas, assim como do jogo interior de Ashley Bruner, reduziu a desvantagem pontual para 17-15, quando ainda faltavam 2 minutos para jogar no primeiro tempo. Contudo, um 'forcing' final pelo Lombos voltou dilatar a vantagem das da casa, que perdurou até ao final do primeiro período, com o marcador a assinalar 25-19, a favor das continentais.

No segundo período, o CAB voltou a entrar desconcentrado, realizado várias perdas de bola que não são normais no jogo colectivo das madeirenses (no final do primero período, já tinham cometido 10 perdas de bola sem lançamento, contra apenas 4 do Lombos). Mesmo assim, as locais não tiraram o devido aproveitamento dessa situação, e, decorridos 3 minutos do segundo tempo, o resultado era de 28-22, ainda a favor das jogadoras de negro, que estavam a ter em Dlesha Lloyd a sua maior referência.

Quando ainda faltavam 2 minutos para o intervalo, lançamentos certeiros de Joana Lopes, Ashley Bruner e Carolina Escorcio colocaram o CAB em vantagem pela margem mínima, levando o marcador para 30-31, uma revoravolta que resultava, também, da postura defensiva mais agressiva das Amigas, que tinha forçado o Lombos a falhar vários lançamentos. Até o final da primeira parte, o CAB manteve-se na frente, chegando ao intervalo a vencer por 30-33.

Nesta fase do jogo, as principais anotadoras do CAB eram Ashley Bruner (13 pontos) e Marta Bravo e Julie Forster (5 pontos cada uma). No lado dos Lombos, Lloyd (13) e Baltic (8), a dupla estrangeira, eram as mais certeiras. Em termos estatisticos, destacavam-se os 23 ressaltos ganhos pelas Amigas (contra 15 dos Lombos), facto que contrastava com as 14 perdas de bola das Amigas (contra apenas 10 das continentais).

No regresso dos balneários, O CAB entrou muito mais concentrado e determinado do que tinha sido o caso nos dois períodos anteriores. Quando assim é, as comandadas por João Pedro Vieira tornam-se numa equipa muito difícil de travar, e, como resultado, o CAB venceu o período por 12-22, chegando ao final do terceiro tempo na frente por 42-55.

No quarto e último período, a pressão do pavilhão dos Lombos fez-se sentir. Mas o CAB puxou de todas as gotas de sacrifício e de sofrimento para ultrapassar as probabilidades e ganhou o jogo por 70-74. O Site Oficial do CAB expressa o seu agradecimento às nossas atletas, verdadeiros exemplos de entrega, e aos treinadores João Pedro, João Fernandes e Luisa Montes, por darem asas ao nosso sonhar. 

Convosco, vamos lá chegar. YES, WE BELIEVE!

Em termos individuais: Joana Lopes (10), Marta Bravo (8), Catarina Freitas (3), Julie Forster (14), Ashley Bruner (23), Carla Freitas (6), Leonor Nunes (2), Carolina Escorcio (8).

Equipa Masculina apura-se para os oitavos da Taça de Portugal

A equipa masculina do CAB deslocou-se até Ovar para disputar com a formação local a passagem para os oitavos de final da Taça de Portugal. A partida era a terceira vez que os dois grupos se defrontavam na presente época, com o registo a ser de uma vitória para cada lado. 

Como se previa, o jogo começou de forma muito equilibrada, com os da casa a vencerem o primeiro período, mas por apenas um ponto (26-25). No sengundo período, a formação madeirense tomou as rédeas do encontro e ganhou o segundo tempo pelo resultado de 15-28, chegando ao intervalo na frente por 41-53. 

De forma geral, a vantagem do CAB devia-se á boa atitude defensiva da equipa, que conduziu os locais a percentagens baixas de aproveitamento no capítulo do lançamento. No ataque, o tripla americana dos Amigos estava em grande forma, anotando cestos decisivos e colocando fortes dores de cabeça aos jogadores nortenhos, que não estavam a acertar com a capacidade dos Amigos de alterar a eficácia do jogo exterior com o jogo interior. 

No terceiro período, a Ovarense esteve melhor e venceu o período por 16-12. O resultado espelhava a maior passividade defensiva do CAB, explorada, com mérito, pelos locais, assim como a menor concentração do CAB nas tarefas defensivas, que resultou numa selecção de lançamentos mais pobre do que tinha sido o caso até ao momento. Sendo assim, o terceiro tempo acabou com o CAB na frente por 57-65. 

Nos últimos dez minutos do encontro, a Ovarense exerceu uma pressão defensiva muito grande sobre os madeirenses e forçou o CAB a várias perdas de bola, que resultaram em preciosos pontos para a formação da casa. Os comendados por João Paulo Silva souberam sacudir a pressão, e, com menos de um minuto para jogar, estavam na frente por uma margem de dez pontos (79-69). Até ao final do encontro, o CAB conseguiu manter a superioridade e confirmou o apuramento para os oitavos da Taça de Portugal com uma vitória por 71-84. 

O norte-americano Jovonni Shuler voltou a ter um papel fundamental e os 17 pontos, 11 ressaltos, 4 roubos de bola e 1 desarme de lançamento valeram-lhe a distinção de MVP do jogo com 28 de valorização. Os seus compatriotas Tommie Eddie (24 pontos e 7 ressaltos) e Aaron Jordan (23 pontos, 6 assistências, 4 ressaltos e 2 roubos de bola) foram igualmente importantes na passagem do CAB aos oitavos de final.

OBRIGADO COLÉGIO DO INFANTE

Continuar...


 



Hino Oficial do Clube Amigos do Basquete

 

 

 
 
 
 
 
cab-madeira.com © 2018. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: www.mdxmedia.com